EXPERIÊNCIAS E REFLEXÕES SOBRE ESPAÇOS URBANOS DE PATRIMÔNIO E ARTE PÚBLICA A PARTIR DA DIMENSÃO SOCIOTÉCNICA
Carmen Lucia Souza da Silva
Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Brasil. Professora da Universidade Federal do Pará, Brasil.
 
Resumo Este artigo para além de apresentar a experiência, na Internet, do Projeto Transcodificações Urbanas, de virtualização dos monumentos, realizado em Belém do Pará, propõe uma reflexão teórica sobre como uma ordem sociotécnica vem efetivamente mudando não apenas formas de interação e produção, mas especialmente se voltam a vivências em espaços efetivos urbanos, permeados por patrimônios relacionados à Arte Pública, compreendidos como espaços sob afetação do processo de musealização. Problematiza os usos sociais do patrimônio e os meios digitais e virtuais, seja como forma de socializar informação e conhecimento ou de consolidação de um espaço de acesso à memória e de vivência do patrimônio cultural presente nas cidades. Esta abordagem teórico-reflexiva fundamenta-se, entre outros, em autores como Canclini (2006) quando trata dos monumentos históricos na América Latina, Levy (1999) e sua abordagem acerca da desterritorialização, Castells (2003) e Fausto Neto (2008) ao discutirem acerca da dimensão sociotécnica. 
 
Palavras-chave: Arte Pública. Dimensão Sociotécnica. Monumentos Urbanos. Patrimônio.

Texto completo

____________________________________________________________

 
PARTICIPAÇÃO E CONTROLE NA WEB: TENSÕES NA MIDIATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO E DE MEMÓRIAS
Carmen Lucia Souza da Silva
Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Brasil. Professora da Universidade Federal do Pará, Brasil.
 
Resumo: Este trabalho apresenta estudos sobre novas formas de experienciar a política, em circulação de informações, e a cultura, expandidas para o ciberespaço. Justifica-se pela importância de investigar vivências que se desenvolvem e se visibilizam através de ambientes transmidiáticos na internet, para onde se expandem as tensões que mobilizam apelos pela liberdade, envoltos em ações de controle e resistência. Aborda duas pesquisas, uma concluída e outra em desenvolvimento, que têm como objetivo principal estudar como se (re)configura a socialização de informações e de memórias e patrimônio na Web, considerando o paradoxo que emerge diante do cenário de potencialidades de participação através de usos das tecnologias digitais de conexão em rede, em contraponto com rupturas e silenciamentos, manifestando enfrentamentos entre campos no exercício da democracia, em uma ambiência na qual uma sociedade midiatizada se reordena e se desenvolve. Como base teórica, recorre, entre outros, aos estudos de midiatização (FAUSTO NETO), tecnicidade midiática e cultura (MARTIN-BARBERO; CASTELLS), tensões entre campos sociais (RODRIGUES; ESTEVES), dispositivo, poder e resistência (FOUCAULT), e pensamento complexo (MORIN). Palavras-chave: Participação; controle; midiatização; tensões entre campos; tecnologias digitais e em rede.
 
Anais Eletrônicos do IX Simpósio Nacional da ABCiber
ISSN 2175-2389

Texto completo Abciber 2016

____________________________________________________________

 

CONEXÕES ENTRE O PATRIMÔNIO E O VIRTUAL: O ARCAICO, O RESIDUAL E O EMERGENTE
Carmen Lucia Souza da SILVA; Ana Claudia da Cruz MELO
Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Resumo: Este trabalho tem como objetivo propor uma reflexão sobre as formas de intercâmbio entre o patrimônio cultural e as tecnologias, segundo os conceitos de virtual (FOUCAULT, AUGÉ), agenciamento (MACHADO) e de possíveis aplicações da teoria social do patrimônio (CANCLINI) a essas práticas. Reflexões fundamentadas em experiências de cartografias e em práticas de virtualização do patrimônio, em 3D, de espaços de Arte Pública disponibilizadas na Web e, presencialmente, para alunos e professores da educação básica. Frutos de dois estudos transdisciplinares entre as áreas da Comunicação, Museologia, Realidade Virtual e Artes Visuais, que têm como uma de suas metas colaborar com a reflexão sobre a comunicação e a cultura digital e a memória socializada em rede. 
Palavras-Chave: Comunicação e Cultura Digital; Virtual; Agenciamento; Teoria Social do Patrimônio; Memória Socializada em Rede. 

XXXIX Congresso Intercom São Paulo - SP

Texto completo Intercom 2016

 

2017 monumentosdebelem | Direitos Reservados ao Projeto Transcodificações Urbanas